O senador Izalci Lucas (PSDB/DF) se reuniu nesta, sexta-feira (05/04), com o ministro da Advocacia Geral da União (AGU), André Mendonça, e docentes da Universidade de Brasília, para  tentar solucionar a questão relativa a uma decisão do TRF da 1ª Região, que determinou a suspensão do pagamento da Unidade Referencial de Preços (URP) aos professores. A  URP foi um mecanismo de correção salarial criado pelo Plano Bresser em 1987, para repor as perdas inflacionárias mensais.

Segundo Izalci, a suspensão não afeta o Orçamento, que já previa o pagamento desses valores. Além disso, o senador lembrou  que há uma decisão da ministra Carmen Lúcia que manteve a URP já há algum tempo, por meio de uma liminar, cujo mérito não foi discutido ainda. Os professores ainda estão recebendo em razão da liminar, mas tão logo ela seja julgada, todos os docentes não receberão mais e ainda terão que devolver o que já foi recebido.

“Procuramos a AGU neste primeiro momento para buscar um entendimento a respeito do problema que foi gerado. Na próxima semana iremos à ministra Carmen Lúcia”, afirmou o senador. “Temos ainda a possibilidade de solucionar esse problema por meio do legislativo”, completou.