Senador Izalci reforçou que é necessário incentivar o turismo no Distrito Federal para contribuir com a geração de emprego e renda da região.

 Durante a audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado, realizada, nesta quarta-feira (10), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, apresentou aos senadores as metas do governo federal. A reunião marcou o encerramento da primeira etapa do plano de trabalho da comissão definida pelo presidente do colegiado, Izalci Lucas (PSDB), juntamente com os demais parlamentares.

“Agora que conhecemos as ações que o governo federal irá desenvolver nos próximos anos, vamos analisar os programas para discutir como podemos contribuir para que o país retome o rumo do crescimento”, disse o senador Izalci Lucas.

O ministro do Turismo informou aos senadores que o governo tem como meta aumentar o fluxo de turistas no país. Marcelo Álvaro destacou que o Brasil tem capacidade para receber cerca de 12 milhões de visitantes por ano. Segundo o ministro, atualmente, mais de 6 milhões de pessoas visitam o país.

“Se pudéssemos separar o turismo da economia, o turismo tem duas vezes mais potencial de crescimento do que a própria economia. O turismo representa 8,1% do PIB brasileiro e somos a 11ª economia do turismo no mundo. Nós podemos avançar muito mais”, afirmou Marcelo Álvaro.

Companhias Aéreas

Sobre a abertura do capital das companhias aéreas brasileiras para investidores estrangeiros, o ministro opinou que a medida é solução mais viável para baratear os preços das passagens e aumentar as rotas e destinos turísticos.

“É inadmissível um país com mais de 200 milhões de habitantes e 8,5 milhões de quilômetros tenha somente quatro empresas operando o espaço aéreo brasileiro. Na verdade, três agora, já que uma delas está em recuperação judicial. Países como a Argentina e Chile, que têm um quarto da nossa população e são menores, já têm mais do que o dobro”, observou o ministro.

Parques

Outra informação importante dada por Marcelo Álvaro é a intenção do governo federal de conceder a exploração de 11 parques para a iniciativa privada. O ministro garantiu que o governo terá todo o cuidado em implantar um modelo de concessão completamente sustentável.

Para o senador Izalci Lucas, o turismo é um setor que fortalece a economia. O parlamentar disse ao ministro que o DF tem um enorme potencial

Santuário Menino Jesus de Praga – Brazlandia DF

turístico, mas é pouco explorado.

“O DF possui várias vocações no setor como o turismo religioso, ecológico, rural e cívico, porém, requer mais atenção. Hoje, temos o 2º maior santuário católico do Brasil, que fica em Brazlândia, mas que é pouco explorado. Vamos trabalhar para mudar isso”, pontuou Izalci Lucas.

 

Bonito

Após a audiência, os senadores aprovaram um requerimento para a realização de audiência com o objetivo de debater soluções para o impacto causado por plantações, construções irregulares e estradas feitas em áreas de preservação ambiental em Bonito, no Mato Grosso do Sul.

 

Com informações da Agência Senado