A Comissão de Educação aprovou, nesta terça-feira (23),  requerimento do senador Izalci Lucas (PSDB/DF) que pede a realização de audiência pública para debater a importância da educação no fortalecimento das políticas para as mulheres.  Segundo o senador, o objetivo é analisar iniciativas no campo educacional que possam mudar mentalidades, abrir espaços de poder e dar visibilidade social fortalecendo as mulheres.

“O grande desafio que temos no cenário atual de violência contra as mulheres não são apenas ausência de leis, rede de apoio, coletivos de luta, políticas públicas, mas também a mentalidade formada ao logo dos séculos de misoginia e violência doméstica e a inexistência de conteúdos nas escolas para valorizar a mulher na sociedade”, afirmou o senador.

Nesse contexto, as participantes irão falar sobre o projeto “Caminho das Flores”, criado em 2018, para comemorar o Dia Internacional da Mulher (08 de março) e o Dia Nacional da Mulher (30 de abril) em ações de proteção e valorização da mulher. A iniciativa é realizada em parceria com a Polícia Civil do Distrito Federal e a comunidade e conta com o apoio de parceiros, sociais e governamentais que formam uma rede solidária, em que cada parceria entrega uma atividade para compor a Agenda Social do projeto.

Segundo informado pelo senador em seu requerimento, um dos produtos indicados por essas parcerias é a realização de audiências públicas para debater a importância da educação na ampliação e manutenção de direitos e oportunidades para as mulheres.

A  reunião, que deve acontecer no próximo dia 29,  terá a participação das seguintes convidadas:

– Karolyne Guimarães , 1ª administradora de Taguatinga, professora universitária, advogada e colaboradora do projeto Caminho das Flores.

– Lúcia Bessa, advogada e presidente da Comissão de combate à violência familiar da OAB Taguatinga, presidente do Instituto Viva Mulher – Direitos e Cidadania.

– Deise Andrade – Policial Civil, professora, especialista em Segurança Pública e responsabilidade compartilhada do Projeto Caminho das Flores – PCDF.

– Márcia Margarete Pessanha – Delegada de Polícia, 1ª Mulher a chefiar a 23ª DP, Coordenadora Setorial de Ceilândia do Projeto Caminho das Flores – PCDF.

– Susana Bruno – Advogada, professora universitária, ex-subsecretária da Secretaria de Segurança Pública do DF – SUSEC, voluntária palestrante do Projeto Caminho das Flores.

– Neydja Morais – procuradora da Fazenda Nacional, professora, mestre em Direito e Diretora da Rede Internacional de Excelência Jurídica do DF.