Cumprindo o que prometeu durante a última reunião da bancada de parlamentares do Distrito Federal, na última sexta-feira (11/10), no Senado Federal, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), coordenador do grupo de parlamentares, esteve nesta segunda-feira (14/10) com o governador Ibaneis Rocha e o presidente da República, Jair Bolsonaro, para entregar uma proposta de reajuste salarial apresentada por entidades representativas de policiais militares e bombeiros do DF.

O texto expõe os motivos pelos quais os policiais e bombeiros militares precisam da recomposição salarial. As duas corporações não recebem reajuste desde 2015. Diante da proposta do governo federal, por meio do projeto de lei 1645/2019, que aumenta a alíquota da pensão dos militares e provoca a redução de até 13,5% na remuneração de ativos e pensionistas da PMDF e CBMDF, os PMs e bombeiros querem compensar as perdas.

Izalci entregando a proposta de reajuste para PMs e bombeiros para o governador Ibaneis Rocha | Foto: William Sant’Ana.

No documento entregue ao governador e ao presidente, além de citar a possível redução salarial por meio do PL 1645/2019,  outras justificativas para a concessão do aumento dos vencimentos das duas categorias foram apresentadas como a manutenção da PCDF, PMDF e CBMDF pela União com recursos do Fundo Constitucional do DF; o tratamento isonômico dos integrantes das forças de segurança pública do DF nas questões de recomposições salariais; e a ameaça de extinção do pagamento do auxílio-moradia aos militares do DF, proposta pelo TCU.

Além do pedido de reajuste salarial, Ibaneis e Bolsonaro também receberam outro documento com um levantamento feito pelas entidades representativas com informações sobre o impacto no orçamento financeiro em relação ao aumento e uma minuta da medida provisória que trata do tema.

Confira os documentos entregues pelo senador Izalci Lucas para o governador Ibaneis Rocha e o presidente Jair Bolsonaro:

Para o senador Izalci Lucas, tanto Ibaneis Rocha como Bolsonaro foram bem receptivos à proposta apresentada. A bancada do DF quer sensibilizar o governo federal, que é quem mantém financeiramente a PCDF, PMDF e Corpo de Bombeiros, por meio do FCDF, e o GDF para atender o pleito das três categorias.

O parlamentar disse que sem o apoio das entidades representativas dos PMs e bombeiros, além dos deputados e senadores de toda a bancada do DF, essa luta não teria êxito.

Izalci entregando a proposta de reajuste para PMs e bombeiros para o presidente Jair Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR

“Quero agradecer muito a participação de todas as associações nas reuniões que fizemos com a bancada. Agradeço colaboração de toda a bancada. Houve um comprometimento de todos. Foi um prazer trabalhar com todos na defesa dessa proposta”, enfatizou o parlamentar.

Assista o depoimento do senador após entregar o documento para o governador Ibaneis Rocha: