Em sessão especial do Congresso, realizada no Plenário do Senado nesta sexta-feira (25), o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) celebrou o Dia do Dentista. A homenagem foi uma iniciativa conjunta com a deputada Celina Leão (PP-DF) e lembrou a data comemorativa, criada em 1884, quando foram criados os primeiros cursos de graduação de odontologia do Brasil, no Rio de Janeiro e na Bahia. Houve a execução do Hino Nacional, seguido de apresentação de vídeo sobre a atividade odontológica e de uma história contada por Nyedja Gennari em homenagem aos dentistas.
Em seu discurso, o senador Izalci Lucas afirmou que a odontologia brasileira se tornou uma das mais avançadas do mundo, mesmo enfrentando uma série de desafios.

“O Brasil é a nação com o maior número de dentistas do mundo e a assistência odontológica brasileira se tornou uma das mais avançadas do mundo”, disse o senador.

Segundo Izalci, os avanços nos tratamentos dentários nos últimos anos permitiram que a odontologia se tornasse o campo da saúde em que o país se destaca pela excelência nos procedimentos.

“Durante minha trajetória de vida pública, eu pude acompanhar essa evolução, em particular no Distrito Federal e nas cidades vizinhas. Foram avanços importantes, mas ainda há grandes desafios para a universalização do atendimento. As condições de trabalho nos postos de saúde e na rede pública devem ser aprimoradas, além de outras demandas do setor”, informou.

Izalci Lucas, entretanto, cobrou a adoção de políticas públicas e mais recursos para a universalização do atendimento odontológico, que hoje alcança 30% dos municípios. O senador citou ainda dados do IBGE, segundo os quais 55% dos brasileiros não consultam dentistas uma vez por ano, quando as visitas deveriam ser semestrais. Os dados apontam ainda que 11% dos adultos brasileiros perderam todos os dentes, índice que chega a 41,5% entre os idosos.

O senador Izalci ainda entregou certificados de homenagem aos cirurgiões dentistas Mauricio Barriviera, Marcelo Basílio, Liana Bonfim, Maria das Graças Barbosa de Queiroz, Ricardo Prata, Rodrigo dos Santos Souza e Valesca Hungria.

Equipe multidisciplinar

Em seu discurso, a deputada Celina Leão afirmou que a prestação de um serviço de saúde de qualidade deve incluir não só o médico e a equipe multidisciplinar, mas também os dentistas. A deputada disse também que há muito que avançar no Brasil e defendeu a ampliação do atendimento odontológico a todas as parcelas da população.

Para o Presidente do Conselho Regional de Odontologia do Distrito Federal (CRO-DF), Marco Antônio dos Santos, a odontologia deu enorme salto não só tecnológico, mas principalmente no âmbito de atenção à saúde integral. Para ele, é importante reconhecer os profissionais que trabalham de forma humanitária e com dedicação ao próximo, com empenho pela melhoria de vida da população.

A Presidente do Conselho de Saúde do Distrito Federal, Jeovânia Rodrigues Silva, ressaltou que o Brasil dispõe da melhor odontologia do mundo, que, todavia, não está acessível à maioria da população. Ela também cobrou a aprovação de projeto de lei que transforma o programa Brasil Sorridente em iniciativa de âmbito nacional.

Melhores profissionais

Integrante do CRO-DF, Ricardo Paulin lembrou que os cursos de odontologia brasileiros estão entre os melhores do mundo e que o país conta hoje com 328 mil dentistas, o que representa 21% dos profissionais do mundo.

O Diretor do CFO, Luiz Evaristo Ricci Volpato disse que os dentistas “resgatam sorrisos, transformam histórias e salvam vidas” diariamente em todo o país. Ele ressaltou ainda que a categoria tem como desafio traduzir toda a excelência técnica dos profissionais e acadêmicos do setor na melhoria dos indicadores de saúde bucal de toda a população.

Segundo o Gerente de Serviços de Odontologia da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Maurício Bartelle Basso, o Brasil é o único país que tem uma prestação de saúde universal em odontologia. Ele cobrou mais recursos para a saúde bucal pública, presente em todos os estados brasileiros, além de investimentos na atenção primária das crianças.