Durante pronunciamento no Plenário do Senado, nesta segunda-feira (04/11), o senador Izalci Lucas lembrou que participou da marcha contra as drogas, realizada no domingo (03/11), em diversos Estados, inclusive em Brasília, com a presença de milhares de famílias, movimentos religiosos, representantes de entidades antidrogas e políticos. “Eu também participei com a minha família. As famílias brasileiras fizeram um apelo ao Supremo Tribunal federal para retirar o art. 28 da Lei nº 11.343, de 2006, a Lei Antidrogas. Há uma expectativa para a votação, apesar de que, ontem mesmo, antes de ir a essa manifestação, tive uma conversa com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que, por sua vez, conversara com o Ministro Toffoli, que garantiu que essa matéria sairia da pauta. Refiro-me a essa questão do art. 28”, revelou.

O Recurso Extraordinário nº 635.659, da Defensoria Pública, começou a ser julgado em 19 de agosto de 2015, com três dos onze Ministros votando pela eliminação do art. 28. Gilmar Mendes votou pela liberação de todas as drogas e Luís roberto Barroso e Edson Fachin pela liberação da maconha.

Segundo Izalci, a Organização Mundial da Saúde tem alertado para o fato de que experimentar drogas é um risco para a dependência. “O uso das drogas está entre os maiores responsáveis pela morte prematura e pela perda de vida saudável e produtiva. No Brasil já é causa de afastamento do trabalho e de suicídios”, ressaltou.

Notícia Boa

Em seu pronunciamento, o senador citou ainda a conquista de 33 alunos aqui do DF, que foram medalhistas na etapa regional da primeira edição da Olimpíada Brasileira de Educação Financeira. Dessas 33 conquistas, nove são de ouro. A competição foi criada para promover a educação financeira nas escolas, despertando o interesse de crianças e adolescentes, além de avaliar o nível de conhecimento dos estudantes que participam.

O DF teve mais de 1,5 mil inscritos. A segunda fase definiu os campeões de cada uma das 22 unidades federativas participantes e finalistas para a terceira e última etapa. A final nacional, que ocorre este mês, será na Universidade de Brasília. Das oito escolas do DF com alunos classificados, seis são públicas. Classificados nos níveis 1 e 2, isto é, para alunos do 2º ano ao 5º ano do ensino fundamental, todos estudam na Escola Classe 407, da Asa Norte. No Brasil todo, cerca de 40 mil jovens, do 2º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, fizeram a primeira etapa classificatória.

“A educação financeira está entrando no currículo escolar, o que é muito bom, pois faz com que o aluno aprenda o valor do dinheiro e tenha noção da realidade em que vive. Por isso, é importante ensiná-la aos jovens e às crianças. Estaremos formando cidadãos mais conscientes e mais preparados para a vida adulta”, disse o senador, que ainda parabenizou os alunos e as escolas que se destacaram na competição.

 

Reajuste para a segurança pública

Izalci falou, também, da expectativa com relação ao reajuste da segurança pública. “Quero lembrar ainda do pedido do GDF ao Governo Federal para concretizar a questão do reajuste  da segurança pública. A Polícia Civil tem uma defasagem de quase 10 anos, em relação à Polícia Federal. E agora nós já aprovamos aqui na Comissão Mista do Orçamento o restabelecimento dessa paridade, que já existia desde o início da Capital. Da mesma forma, a expectativa é grande porque trabalhamos muito para que fossem contempladas também as demais forças de segurança: a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do DF. A expectativa é receber essa Medida Provisória (MP). É evidente que, chegando aqui, passa à tramitação normal de MP”, lembrou.

 

Mobilização Empresarial

Outro tema citado por Izalci durante seu pronunciamento, foi a reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação, que acontece nesta terça-feira (05/11), na CNI, das 12h às 14h. “Fiz um pedido, na última reunião que aconteceu em São Paulo, para que esse encontro de novembro fosse realizado em Brasília, com a presença de senadores e deputados para que eles pudessem ouvir um pouco, nessa questão empresarial, a preocupação com a inovação”, afirmou.

Segundo o senador, está confirmada a presença dos presidentes da Câmara e do Senado, dos presidentes das Comissões de Ciência, Tecnologia e Inovação das duas Casas; está confirmada também a presença do Ministro da Ciência e Tecnologia. Entre outros parlamentares que são esperados.

 

Foto Agência Senado.